10/04/2017 - 09h30 | Atualizado em 22/09/2017 - 21h22
Por Administrador - admin@amapi.org.br

Noturno de Oeiras no hotel do SESC

Artigo de autoria do magistrado Elmar Carvalho

Na quarta-feira, no final da tarde, a Destaque Comunicação Visual me informou, por telefone, que havia finalizado uma placa em que se encontrava estampado meu poema Noturno de Oeiras. No dia seguinte, retornei a ligação e fui vê-la. Media 1,20 metros por 60 centímetros, e fora confeccionada em metal inoxidável.

Além de minha assinatura, tinha uma bela imagem da catedral de Nossa Senhora da Vitória, que meu poema louvava. Destinava-se a ser colocada no prédio do hotel do SESC em Oeiras, que leva o nome do Dr. Moisés Reis, meu amigo e grande admirador do Noturno, desde mais de duas décadas.

Havia sido encomendada pessoalmente pelo Dr. Valdeci Cavalcante, em minha presença. Como a Destaque fica defronte ao seu escritório de advocacia, fui falar com ele. Dinâmico como é, perguntou-me se eu não desejava ir a Oeiras para escolher o local exato em que eu gostaria de afixar a placa. Disse que a pressa se devia ao fato de que na Semana Santa o hotel estaria lotado, o que seria bom para sua maior divulgação.

Não vacilei um segundo e lhe respondi que sim. Ele me conduziu até a sua secretária Sabrina, e disse para que combinássemos o dia e o horário em que o automóvel do SESC me apanharia em minha casa. Em seguida se despediu para cumprir seus inúmeros afazeres. Em virtude das diversas tarefas e compromissos da repartição, marcamos para o sábado, cedo da manhã.

Na sexta-feira, na caminhada da Raul Lopes, encontrei o médico Paulo de Tarso Ribeiro Gonçalves Filho, oeirense por nascimento e vocação. Falei-lhe de minha agradável missão cultural no dia seguinte. O ilustre amigo e esculápio me prometeu que no Sábado de Aleluia iria “fiscalizar” se a placa teria sido colocada em local apropriado.

Conforme o combinado, às seis e meia da manhã, em pontualidade britânica, o Neto, prestativo e educado motorista do serviço social, estava à porta de minha casa. Colocamos a placa no carro, e seguimos para nosso destino. Revi as paragens que semanalmente via, quando fui juiz em Regeneração e Oeiras.

Ao chegar ao lindo, novo e grande hotel, que administra imenso parque de lazer, com inúmeros equipamentos aquáticos e outros, além de churrascaria, liguei para o promotor de Justiça Carlos Rubem, para me ajudar a escolher o local mais adequado para a afixação da placa do Noturno de Oeiras. Optamos por colocá-la no hall, um pouco abaixo de onde estão afixadas as belas pinturas da grande artista piauiense Dora Parentes. Por sinal que essas magníficas telas retratam as mesmas paisagens e monumentos arquitetônicos que exaltei em meu poema.

Eu, Denise Barros, gerente da casa, e o Carlos Rubem terminamos por dar um singelo cunho solene ao evento, aproveitando as pessoas que se encontravam no local e alguns jovens que foram convidados pelo meu amigo, entusiasmado promotor de Justiça e também de Cultura. Carlos Rubem se encarregou de fazer a louvação de meu Noturno, assim como parabenizou o SESC pela feliz iniciativa. Falou sobre minha longa ligação afetiva com a velhacap. E ainda desafiou o compositor Herbert Vinicius, que se encontrava presente, a musicar os meus soturnos e noturnos versos.

Seguindo as suas pegadas, discorri sobre a minha vinculação à nunca assaz louvada antiga urbe, que remonta às minhas leituras de menino e a eventos culturais e literários de que participei. Assinalei que concluí minha carreira de julgador como titular do Juizado Especial da Comarca do Mocha. Aludi a diversos eventos em que o Noturno foi entoado e interpretado, inclusive no proscênio do Cineteatro Oeiras, entre as naves da vetusta catedral de N. S. da Vitória e no seu adro. No You Tube podem ser vistos dois audiovisuais desse poema.

Por fim, como não poderia deixar de ser, sob pena de ingratidão, fiz enfático agradecimento ao SESC e ao seu dirigente Valdeci Cavalcante, que foi meu professor no Curso de Direito (UFPI), pela aposição da bela placa do Noturno de Oeiras no prédio que leva o honrado nome do grande causídico e intelectual Moisés Reis.  


22/09/2017 as 21:22h

NESTOR RIOS E AS MADEIXAS DE GETúLIO

Artigo de autoria do magistrado Elmar Carvalho

22/09/2017 as 21:22h

DISCURSO DE RECEPçãO A QUATRO ACADêMICOS NA APAL

Autor: magistrado Elmar Carvalho

22/09/2017 as 21:22h

NO CEMITéRIO DA RESSURREIçãO

Artigo de autoria do magistrado Elmar Carvalho

22/09/2017 as 19:50h

PEC 63: é CHEGADA A HORA DE VALORIZAR A CARREIRA DA MAGISTRATURA

Artigo de autoria do juiz Leonardo Lúcio Freire Trigueiro, presidente da Amapi

22/09/2017 as 21:21h

MEMóRIAS E "CAUSOS" DO DES. VALéRIO CHAVES

Artigo de autoria do magistrado Elmar Carvalho

22/09/2017 as 21:21h

UMA NOVA ROTINA CONTRA A IMPUNIDADE

Artigo de autoria do magistrado João Ricardo Costa, presidente da AMB